Cases

Médico Veterinário, Fabricio Ferenci

CAFÉ COM O EMPREENDEDOR

Medicina veterinária se dedica ao estudo e tratamento das doenças dos animais, cuidando desde animais de pequeno porte até grandes animais silvestres.

Além de cuidar da saúde dos animais, o profissional de Medicina Veterinária pode atuar no controle de qualidade de produtos industriais e em pesquisas na área de zoonoses. Nosso entrevistado nesta edição no Café com o Empreendedor éo Médico Veterinário e proprietário da Agropecuária Fahvet, Fabrício Ferenci. Fabrício fala do inicio da sua carreira, compartilha seu crescimento profissional frente à Fahvet.

O que motivou a escolha da sua profissão?
Passei toda minha infância no interior, desde muito cedo tive um grande contato com animais. O trabalho com os pais no campo me motivou a ir atrás de um sonho, cursar medicina veterinária.

Como iniciou o trabalho com a Agropecuária Fahvet que neste ano está completando 5 anos e com muita ascensão?
Da mesma forma como a formação acadêmica. Foi um sonho! Em abril de 2015 tive uma oportunidade de dar o pontapé inicial na abertura da empresa. Foi no dia 11 de maio de 2015 com a “cara e a coragem”. Tinha planejado, porém não possuía recursos financeiros,mas isto não foi um empecilho para a abertura da Fahvet. Com o auxilio da família e recursos que busquei via bancos, dei início e segui firme na construção de mais um sonho.

Desafios.
Foi um início delicado e de muitos desafios de fato. Visto ser uma cidade “nova” para mim. Não conhecia os interiores e arredores. Com o passar tempo fui fazendo amigos, me aproximando dos produtores que é meu público alvo. Comecei a visitar municípios vizinhos, criando vínculo, mostrando a qualidade de nossos produtos e da nossa prestação de serviços. Sempre buscando parcerias com empresas para que nos fornecessem produtos de qualidade junto com assistência técnica, que hoje é muito representativa.

Conforme mencionei anteriormente,no início do negócio não tinha recursos financeiros e capital de giro. Tudo dependia de vendas para poder pagar contas, geralmente atrasadas. Graça a Deus e nosso empenho, dedicação e por mais que tenha sido uma fase difícil sempre obtivemos êxito no decorrer do tempo. Conseguimos obter um crescimento elevado em relação ao mercado, em certo ponto, também, pelo fato de ainda estarmos conquistando espaço. Neste período conciliava a formação acadêmica, havia dias em que saia do campo direto para a faculdade, sem mesmo dar tempo de tomar um banho.

Em 2017 concluí minha formação acadêmica. Com a formação, os negócios também foram melhorando, nossa atuação no campo foi aumentando, mostrando nossa maneira de atuar, trabalho sério, com competência, honestidade e busca por aperfeiçoamento em áreas que estavam em déficit, fazendo cursos e treinamento com os respectivos produtos que tínhamos para engajar nas propriedades de atuação.

Mas, com todos esses altos e baixos, seguimos cada vez mais firmes e atuantes nessa caminhada, subindo um degrau de cada vez, almejando um objetivo ainda maior no futuro.

Quais são os produtos e serviços prestados pela Fahvet em toda a grande região de abrangência?
Hoje além de toda a linha de medicamentos veterinários, rações, minerais, linha de indumentária gaúcha, atuamos nas assistências técnicas, acompanhamento mensal de propriedades, controle na qualidade de leite, prevenção e especialização em tratamento de mastites, clínica e cirurgia de animais de grande porte.

A Medicina Veterinária vem evoluindo muito nos últimos anos. Como busca a capacitação na área?
Busco através de treinamentos, cursos, informações em artigos científicos, pesquisas e trocas de informações com colegas mais experientes. Realmente, tudo evolui muito rápido. Nós profissionais temos que nos qualificarmos muito, vejo que isso acontece em todos os seguimentos. O conhecimento faz toda a diferença, principalmente na nossa área que atuamos muitas vezes, salvando vidas de animais.

Estamos passando por uma pandemia Covid-19 que circula em humanos. Sabemos que entre os animais muitas são as doenças. Como você vê o enfretamento no combate das doenças em animais de inúmeras espécies?
Epidemias de doenças infecciosas em animais ainda são um desafio substancial para o setor produtivo global, visto que podem comprometer a segurança alimentar.

No Brasil vejo um sistema de vigilância sanitário monitorado por autoridades oficias e as indústrias de insumos para produção de proteína animal estão engajadas em oferecer medidas preventivas, tanto em assistência técnica como em vacinas. Avalio que temos um bom controle de doenças, principalmente em animais que formam uma grande cadeia alimentar e que muitos são exportados, refiro-me a avicultura, suinocultura e a pecuária.


 

Revista Perfil:

Mais Conceituada do Brasil 


Baixe o nosso aplicativo

 

Entrar em contato

| Revista Perfil - Editorial

| Tapejara/RS

| Praia Brava - Itajaí/SC

| Jardim Paulista - São Paulo/SP

 

Contato:  Revista Perfil     contato@perfilrevista.com.br