ptendees

Revista Perfil | Capas

As dores de crescimento que os empreendedores precisam superar

As dores de crescimento que os empreendedores precisam superar

Todas as pessoas e empresas que se levam a sério falam sobre crescimento. Não se trata apenas de crescimento em termos de receita, tamanho da equipe ou números de vendas, mas crescimento de onde você está agora (ponto A) para onde deseja estar no futuro (ponto B), com a ambição de cumprir uma visão e um propósito.

Esse anseio interno de ter sucesso e o compromisso com isso, no entanto, vêm de mãos dadas com as dores do crescimento. Mas é a forma de lidar com essas dores que determinará o nível de sucesso que será alcançado.

À medida que se avança em vários estágios de evolução como empreendedor, há diversas questões pertinentes que devem ser feitas para superar alguns desses pontos problemáticos, pois quando você é proprietário de uma pequena empresa, muitas vezes se vê responsável por tudo: todas as tarefas diárias são suas pois é o único na empresa ou o único com experiência - e algumas delas estão paradas simplesmente porque não existe equipe para entregá-las.

Com o tempo, assumir todas as tarefas e não delegar, se torna um hábito para muitos empresário se eles começam a se sentir sobrecarregados tentando equilibrar sua lista de tarefas diárias e as demandas da gestão, além, claro, de ter o sentimento de apego e de que ninguém pode fazer igual ou melhor que ele faria.

Portanto, é importante não cair na armadilha do velho ditado de que “se você quer algo bem-feito, faça você mesmo”. Avalie sua lista de tarefas diárias e decida quais dessas tarefas realmente exigem sua atenção pessoal. Em seguida, faça uma lista mostrando quais das tarefas podem ser entregues agora e quais tarefas podem ser entregues no futuro, à medida que ganha mais funcionários.

Além disso, planeje a necessidade de líderes. À medida que a sua empresa cresce de uma única equipe coesa para departamentos separados, é preciso ter pessoas para tomar decisões diárias no nível micro, enquanto coleta e relata as informações necessárias para tomar decisões de negócios no nível macro.

Em uma pequena empresa com poucos funcionários, os processos geralmente são enganosamente simples. Todos sabem quem são todos e quais são suas responsabilidades, e as falhas de processo podem ser facilmente atribuídas a uma pessoa específica. No crescimento de 15 para 150, por exemplo, essa visibilidade desaparece completamente.

As organizações que não planejaram a escalabilidade em seus processos e procedimentos, podem se deparar com ineficiências sem uma compreensão clara do porquê. Quando isso acontece, as margens de lucro diminuem ou desaparecem e a qualidade da produção idem.

Portanto é importante seguir as dicas de quem já passou por essas dores:

1.Estar disposto a tomar decisões difíceis, pois seu principal trabalho como empreendedor é tomar decisões. Às vezes elas são duras, mas é preciso tê-las de qualquer forma pelo bem da empresa.
2.Recalcular a rota quando necessário é fundamental. Não importa em que direção você está indo. Se for a direção errada, avalie e esteja disposto a mudar de curso.
3.Agir de forma consistente. Mudanças geram resultados. Independentemente do quanto as coisas estão mudando, a chave é agir. Não fique preso, sentado ou parado por muito tempo.
4.Pedir ajuda. Pare de tentar ser o super-herói solitário. Você não vai fazer crescer com sucesso o seu negócio dessa forma.
5.Deixar ir, porque ninguém é capaz de controlar tudo.
6.Assumir responsabilidades é fundamental. Sim, se as coisas derem errado, é por sua conta e não há nada de errado nisso.
7.Correr alguns riscos faz parte do processo, pois não é possível ficar na zona de conforto e esperar crescer.
8.Estar pronto para o desafio. Você falhou algumas vezes e está querendo desistir? Então o empreendedorismo pode não ser para você.
9.Dar aquele passo extra e avançar (porque se você não o fizer, alguém o fará).

Lidar com as dores do crescimento de um negócio em expansão pode ser desafiador e avassalador, mas com um planejamento adequado, não precisa ser. Reservar um tempo para planejar esse crescimento, mesmo quando parece que você é pequeno demais para se preocupar com isso, significa que, quando chegar a hora, você estará pronto para isso.

E para finalizar, leve em consideração que uma das principais dores do crescimento é saber lidar com a adversidade com consistência e persistência. Ambas superam o talento, a sorte e as boas intenções, e faz toda a diferença no sucesso dos negócios.

 

 

 


Natalia Martins
É ícone em beleza de sobrancelhas e lábios, mentora e fundadora do Grupo Natalia Beauty, referência mundial em nanopigmentação

Date

26 Julho 2022

Tags

Colunistas, Natalia Martins

Revista Perfil:

Mais Conceituada do Brasil 


Baixe o nosso aplicativo

 

Entrar em contato

| Revista Perfil - Editorial

| Tapejara/RS

| Praia Brava - Itajaí/SC

| Jardim Paulista - São Paulo/SP

 

Contato:  Revista Perfil     contato@perfilrevista.com.br