ptendees

Blog Perfil

Santa Catarina tem quatro das 10 cidades com maior valorização imobiliária

Construção civil é um dos segmentos que impulsionam a economia no estado. 

Foto: Crédito Hildo Jr

 

O preço dos imóveis residenciais no Brasil teve alta de 5,29% em 2021, conforme nova pesquisa divulgada pelo Índice FipeZap. Este é o maior reajuste desde 2014, quando o aumento foi de 6,70%. E mais, corrobora o movimento do mercado, principalmente no mercado de luxo, que vem registrando altas cifras de negociação e não sentiu os impactos da pandemia. Muito pelo contrário, as construtoras vêm apresentando, em ritmo acelerado, novos produtos ao mercado, e com índices positivos de faturamento e valorização imobiliária. Segundo dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), o setor registrou um crescimento de 32% em 2021 nas vendas de imóveis de luxo. Além disso, há uma projeção de alta de 20% até 2023, apontam estudos feitos pelo Secovi-SP (Sindicato das Empresas de Compra e Venda de Imóveis de São Paulo). Nesse contexto, Santa Catarina vem se destacando no cenário nacional, com quatro das 10 cidades com maior valorização imobiliária, segundo a pesquisa:

 

1. São Paulo (SP) - R$ 9.708 por m²

2. Rio de Janeiro (RJ) - R$ 9.650 por m²

3. Balneário Camboriú (SC) - R$ 9.358 por m²

4. Itapema (SC) - R$ 8.856 por m²

5. Brasília (DF) - R$ 8.788 por m²

6. Florianópolis (SC) - R$ 8.582 por m²

7. Vitória (ES) - R$ 8.562 por m²

8. Itajaí (SC) - R$ 7.909 por m²

9. Barueri (SP) - R$ 7.748 por m²

10. Curitiba (PR) - R$ 7.518 por m²

 

O número foi obtido com base nos valores anunciados na internet referentes a moradias em 50 cidades brasileiras.

 

A cidade com maior valorização em Santa Catarina é Balneário Camboriú, no litoral norte. A valorização vem impulsionada pelas recentes transformações na cidade, como o alargamento da praia central e a revitalização de todo projeto paisagístico. A expectativa do segmento é que a valorização média, após o alargamento, seja imediata e de até 20%, levando em conta cálculos da consultoria norte-americana Appraisal Institute para empreitadas similares. E esses números já se refletem na prática. A FG Empreendimentos, que figura como uma das principais construtoras do país, obteve resultado recorde de vendas no último ano. "Em 2021 vendemos 70% a mais do que a meta, registrando crescimento de 132% em relação a 2020. Vale ainda ressaltar o desempenho do último trimestre de 2021, quando a companhia comercializou 250% a mais do que no mesmo período de 2020", aponta o empresário Jean Graciola, presidente da FG Empreendimentos.

 

A empresa reforça que seu planejamento estratégico contempla o lançamento de 15 novos empreendimentos para os próximos três anos. "A valorização dos imóveis em 2021 ultrapassou 50% em alguns empreendimentos e na média registramos dados acima dos 30%. Esses números reforçam para o investidor que o mercado imobiliário se mantém aquecido e, também, consolida ainda mais nosso produto. Somos uma empresa capitalizada, auditada pela Ernst & Young, visionária e que vem atuando, há mais de 20 anos, no desenvolvimento do destino Balneário Camboriú", pontua

 

Para o diretor de mercado e marketing da FG Empreendimentos, Altevir Baron, os dados corroboram a aposta da empresa em ampliar os investimentos na região, fortalecendo ainda mais o destino turístico em Balneário Camboriú e possibilitando o aporte de novos investidores na cidade. Com quase cinco mil unidades já entregues, a FG Empreendimentos projeta seis grandes lançamentos até março de 2022, em regiões estratégicas de Balneário Camboriú e a Praia Brava em Itajaí, outra cidade apontada na pesquisa.

 

Ainda no litoral catarinense, Porto Belo também vem chamando atenção no mercado. A Phacz, construtora há 15 anos no mercado e que vem crescendo principalmente no litoral norte catarinense, já possui empreendimentos em Brusque, Itapema e Porto Belo, vem inovando a cada projeto trazendo cada vez mais qualidade e rentabilidade em seus projetos. A construtora lançou recentemente o primeiro empreendimento com certificação LEED do estado, o Blue Forest, com o selo "Liderança em Energia e Design Ambiental" da Green Building Council Brasil. É o segundo empreendimento no sul do país com essa certificação. Esse selo tem grande relevância para a comprovação dos trabalhos sustentáveis feitos no empreendimento, que vão desde o projeto até a construção, como por exemplo: sistemas eficientes capazes de reduzir o consumo de água em 28% e de energia em 35%. "Não tem como ter um prédio sustentável se ele não é eficiente, consome menos energia e água, mas que faz isso sem sacrificar o conforto. Então tem um menor custo operacional, tanto do ponto de vista do condomínio quanto do seu próprio apartamento. Mais conforto, menos ar-condicionado, menos consumo de energia. E é óbvio que se você fizer tudo isso, está usando recursos naturais de forma mais inteligente, reduzindo o tamanho do impacto ambiental", explica Guido Petinelli, consultor e responsável pelo projeto de sustentabilidade do Blue Forest. Além disso, Cézar Zanon, diretor da Phacz Empreendimentos, aponta que a valorização média dos imóveis com assinatura Phacz varia entre 70 e 80%, podendo, em alguns condomínios, se adquiridos em planta, a alcançar o patamar de 100% de rentabilidade. Tudo isso impulsionado pelo desenvolvimento ordenado. Em dezembro de 2021, a prefeitura de Porto Belo contava com 90 projetos aprovados, o que nos próximos quatro, cinco anos, criará uma nova demanda no litoral.

 

E por falar em novas demandas, a Wert apresentou recentemente ao mercado um condomínio de lazer que terá o primeiro campo de golfe iluminado do Brasil. A empresa irá empreender na cidade de Porto Belo, numa área própria de mais de 830 mil metros quadrados – espaço correspondente a 116 campos de futebol. O empreendimento contará com duas certificações internacionais: a certificação Cities para condomínios sustentáveis e a certificação Fitwell, para garantir o bem-estar das pessoas, inédita no estado, uma das primeiras do Brasil e que são direcionadas a construções mais sustentáveis e saudáveis, que permitem melhorar a qualidade de vida de seus moradores e usuários. "Estamos localizados numa região estratégica, em um eixo logístico, próximos ao aeroporto de Itajaí, Florianópolis e ao aeroporto privado Costa Esmeralda, em uma região com uma forte valorização econômica impulsionada pela crescente busca de qualidade de vida", destaca o sócio diretor da Wert, Richard Schwambach. Além disso, o empresário destaca que a topografia do empreendimento é um grande diferencial. "Estamos próximos ao mar e das montanhas, em uma área espetacular e que trará para Santa Catarina grandes investimentos, um complexo de lazer exclusivo com certificações internacionais. Teremos um produto que irá atrair públicos distintos, que buscam conforto e qualidade de vida, tanto para lazer quanto para investimento. Localização, infraestrutura e o potencial da região irão contribuir para o desenvolvimento de toda a Costa Esmeralda", completa.

 

Ao falarmos de valorização imobiliária, a expectativa é alta. "Em condomínio de lotes de alto padrão, do lançamento até a sua entrega, nesse empreendimento projetamos uma valorização superior a 50%", explica Richard Schwambach.

 

Atentas a esse movimento de mercado, as marcas têm apostado em soluções para atrair consumidores que tendem a valorizar experiências com produtos e serviços que sejam autênticos, aponta um estudo da consultoria GFK. O perfil do consumidor mudou bastante, com um aumento de até três dígitos no valor investido para estes produtos. Ainda segundo o estudo sobre luxo feito pela Consultoria Euromonitor International, o mercado de luxo teve expressivo crescimento na pandemia, tanto em faturamento quanto em lançamento de produtos. E mais, o estudo mostra que a projeção é que o mercado de luxo tenha alta de mais de 20% no Brasil até 2023, ou na faixa dos 4% ao ano. Se a previsão se concretizar, o Brasil deve recuperar em 2021 o posto de maior mercado de luxo da América Latina, perdido para o México em 2014. Esses dados fortalecem as marcas que estão investindo neste mercado. Ainda sobre o crescimento deste mercado, o setor de luxo que mais crescerá será o chamado "luxo de experiência", com alta de 48,2% esperada até 2023. É neste mercado que a WKoerich, há quase 30 anos no mercado e que atua fortemente na Grande Florianópolis, vem investindo cada vez mais. "O que a WKoerich vem percebendo é que os consumidores estão buscando por imóveis cada vez mais com valor agregado, com diferenciais exclusivos como paisagem espetacular, espaço interno amplo e sofisticado, além de elementos de decoração com requinte e descontração. E mais, a pandemia apresentou novos perfis de consumidores, que valorizam novos conceitos como contato com a natureza, ressignificando o conceito de moradia. Mais do que um projeto inovador, um lugar para que as famílias possam colecionar momentos e experiências em todas as fases da vida. Trazer o verde para dentro de casa ajuda a aumentar o bem-estar dos ambientes, enquanto a conexão com o exterior ajuda a diminuir a sensação de confinamento e aumentar a qualidade de vida dos moradores. Os apartamentos maiores seguem a nova tendência construtiva, uma vez que os consumidores estão demonstrando terem necessidade de espaços individuais maiores para as suas famílias. E mais, nós estamos apostando também em novas infraestruturas com foco nas tendências de delivery e tecnologias. Por exemplo, trazendo para os consumidores a opção do Home Market, um pequeno mercado dentro do empreendimento, para atender as demandas dos moradores, de forma rápida e prática e com pagamento via aplicativo, sem intermédio de um funcionário no local e, também, um delivery hub, onde as compras online feitas pelos moradores tem um local especial para aguardar a retirada. O espaço conta com geladeira, freezer e prateleiras", aponta o empresário Waltinho Koerich, diretor da WKoerich.

 

 

E mais, a construtora vem investindo em alternativas para facilitar a vida de quem optou por carros movidos à eletricidade. "E esse investimento não é recente, nossa equipe de desenvolvimento está sempre em busca de novidades e produtos que possam agregar ao dia a dia dos nossos potenciais clientes, assim, entregar um empreendimento com ponto de abastecimento é se antecipar às mudanças e estar atento às necessidades do consumidor", comenta o diretor da WKoerich.

 

A demanda por infraestrutura para recarga de carros elétricos vem crescendo, acompanhando as vendas. O setor de carros eletrificados, que inclui os híbridos, teve alta de 77% em 2021 no Brasil, com recorde de participação do segmento no mercado como um todo no mês de dezembro, segundo dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE). Executivos do setor acreditam que 41% dos novos veículos vendidos no Brasil em 2030 serão elétricos.

 

Os números de Santa Catarina também impulsionam os investimentos. A quantidade de estações públicas e semipúblicas para a recarga de bateria de carro elétrico e híbrido plug-in cresceu mais de 50% em 2021. O salto foi de 500 para 754 eletropostos num período de apenas quatro meses, segundo dados da ABVE. O número deve ser ainda maior, uma vez que a pesquisa não considera os pontos de recarga instalados em condomínios, concessionárias e residências. O estado de São Paulo detém 49,3% das estações de recarga. Santa Catarina, com 11%, ocupa a segunda posição, com o Rio de Janeiro em terceiro com 9,3%. "Temos percebido na prática essa tendência. Uma grande parcela de nossos potenciais clientes vem buscando esses diferenciais. Nos últimos cinco anos passamos por uma grande mudança no perfil do consumidor, na busca por metragens maiores de garagens pensando na nova configuração dos SUVs, além de espaços para lavação e manutenção automotiva e, num período mais recente, a busca é por opções para a recarga dos carros elétricos", destaca o engenheiro da WKoerich, Felipe Koerich. A construtora já conta com quatro empreendimentos na Grande Florianópolis com a capacidade de atender a essa nova demanda, tanto em equipamentos residenciais, quanto na linha hoteleira e shopping center.

 

 

O empresário Waltinho Koerich ainda traz luz para uma questão importante, que vem refletindo em toda a região da Grande Florianópolis, que é a discussão sobre a modernização do plano diretor de cidades como a capital catarinense. "O resultado das pesquisas quanto a evolução do valor do m² mostra claramente o que vem acontecendo com algumas cidades, que ao restringirem gabaritos, como se um número maior de pavimentos pudesse ser menos danoso que uma ocupação horizontal, que exige muito mais infraestrutura, seja de arruamento, água, esgoto, energia, lixo e assim por diante, ou do que uma ocupação irregular em Área de Preservação Permanente. Todo esse olhar é necessário para que as cidades continuem a se desenvolver. A óbvia escassez de terra, com a limitação fervorosa de alguns, vem trazendo valorização constante para os imóveis em Florianópolis, fazendo com que o investimento no imóvel continue sempre sendo uma excelente opção, em especial, em lugares encantados como Florianópolis".

 

 

Outra construtora de Florianópolis que vem reforçando essa valorização é a WOA Empreendimentos. "Os clientes estão em busca de investimentos sólidos, calcados na reputação das empresas e nos índices garantidores da rentabilidade, o que aqui na WOA é uma constante. Temos percebido um movimento arrojado e propostas ousadas que se consolidam pela demanda de mercado" destaca Patrícia Hartmann, Gerente Comercial da WOA Empreendimentos Imobiliários. A construtora destaca que a demanda se manteve constante em 2021, a exemplo do que ocorreu no segundo semestre de 2020. "Ainda ocasionada pela pandemia, a busca por imóveis de melhor localização e estrutura para um viver bem é intensa. No mercado de melhor padrão, é comum ouvir que "a disponibilidade está pequena" já que estão sendo vendidas as melhores posições. Mesmo com a alta dos preços por causa da economia volátil atual, e esta demanda histórica, quem pode e quer se mudar, analisa e compra", completa.

 

Ainda na região geográfica da Grande Florianópolis, Governador Celso Ramos, cidade que é conhecida por suas belas praias e natureza, vem conquistando cada vez mais turistas e investidores que a escolhem como destino de férias ou de recursos. Um dos resultados desse potencial é o crescimento do município nos últimos anos. Pesquisa recente, divulgada pela Caravela Soluções, que trabalha com inteligência de mercado e analisa a economia dos municípios, colocou Governador Celso Ramos na lista das cidades que os investidores devem manter no radar. De acordo com publicação, Governador Celso Ramos mereceu destaque por seu desempenho positivo dos últimos anos, impulsionado principalmente por investimentos na construção civil, com crescimento de área construída superior a 15% ao ano nos últimos anos, aumento no volume de circulação de pessoas e de negócios e arrecadação de tributos.

 

O Índice de Desenvolvimento Humano, que leva em consideração aspectos como renda, longevidade da população e educação, também é destaque, é considerado alto na cidade. A longevidade é o maior destaque do IDH, estando acima da média do estado. Unindo suas belezas naturais e o desenvolvimento, a localidade possui uma infraestrutura sustentável de grande porte para apoiar moradores e turistas. E a construção civil vem puxando essa alta, principalmente empresas com gestão familiar. Um dos exemplos o caso das famílias Kreich e Grasel, que se unem para trazer novos empreendimentos de alto padrão para a praia de Palmas, em Governador Celso Ramos, na região da Grande Florianópolis, litoral de Santa Catarina. A pandemia trouxe uma série de ensinamentos. Um deles foi mostrar a importância de casa, do aconchego e da estrutura do lugar onde vivemos. A busca por cidades com melhor qualidade de vida está aumentando e impulsionando o crescimento do município de Governador Celso Ramos. Com esse novo empreendimento na praia de Palmas, a projeção é de um VGV (valor geral de vendas) na ordem de 150 milhões de reais. Esse será o primeiro home club da região, com altíssimo padrão construtivo e tecnológico, além de todo projeto sustentável. O investimento na cidade tem gerado o desenvolvimento sustentável e consequente valorização.

 

Blog & Cases

17 Dezembro 2021
17 Dezembro 2021

Revista Perfil:

Mais Conceituada do Brasil 


Baixe o nosso aplicativo

 

Entrar em contato

| Revista Perfil - Editorial

| Tapejara/RS

| Praia Brava - Itajaí/SC

| Jardim Paulista - São Paulo/SP

 

Contato:  Revista Perfil     contato@perfilrevista.com.br