ptendees

Blog Perfil

Lá vai ter gente e, tomara, abraços

O ano que vem marca os 75 anos da aviação agrícola brasileira, em um 2022 que chega daqui a pouco, cheio de expectativas e incertezas.

Uma data significativa em uma época cheia de significados. Mas, mesmo com todas as turbulências, será um tempo para se ter mais esperanças do que receios. Não obstante as perdas imensuráveis em um 2020 e um 2021 que para boa parte das pessoas poderiam ser riscados da linha do tempo, foram anos para reinventar as relações, comunicar de maneiras diferentes e mudar a forma de aprender.

No setor aeroagrícola, que não parou – como, aliás, toda a agricultura e outras atividades essenciais (e aí não nos esqueçamos do heroísmo de todos os profissionais da saúde), a tecnologia continuou avançando e o conhecimento permaneceu sendo compartilhado. Para isso, as Academias do Sindag (de Líderes, de Tecnologia de Aplicação e a de Segurança) foram para a web, ampliando seu alcance.

O mesmo valendo para as próprias assembleias da entidade e diversas outras iniciativas de melhoria contínua mantidas. Não foi acaso também que o Sindag e o Instituto Brasileiro da Aviação Agrícola (Ibravag) terem firmado parceria com a Faculdade Imed, de Passo Fundo, promoveram a primeira pós-graduação MBA Gestão, Inovação e Sustentabilidade. São duas turmas com aulas via web, cuja formatura será no Congresso da Aviação Agrícola do Brasil 2022, marcado para 19 a 21 de julho, em Sertãozinho/SP. Aliás, salas de aulas e de reuniões perderam seus espaços físicos para nunca mais serem as mesmas.

E que venha o modelo híbrido, já que, apesar do alcance e facilidade dos encontros via web, essa crise sanitária nos mostrou o quanto o contato físico nos faz falta. Que o digam os expositores, palestrantes e empresários que aguardam ansiosos pelo Congresso da Aviação Agrícola do Brasil 2022, que voltará a ser presencial (se tudo der certo) em julho, em Sertãozinho/SP. O principal evento do Brasil no setor (que já se tornou o principal do mundo) deverá ter novos recordes de participação. Um tanto pelas novas tecnologias que se desenvolveram nesse período e (para quem ainda não adquiriu) foram apresentadas só no virtual, outro tanto pelos palestrantes e até pela oportunidade da viagem. Mas, principalmente, porque lá vai ter gente – e, tomara, abraços.

E aí vem a grande reflexão para essa virada de ano: que esses anos de afastamentos e perdas tenham nos ensinado que tudo o que fazemos, aprendemos e construímos de nada valem se não for dividido. Que em 2022 se valorize mais a cooperação e menos a competição. Até porque, no final, o que importa são as pessoas.

 

 


Gabriel Colle
Diretor-Executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag).

Blog & Cases

17 Dezembro 2021
17 Dezembro 2021

Revista Perfil:

Mais Conceituada do Brasil 


Baixe o nosso aplicativo

 

Entrar em contato

| Revista Perfil - Editorial

| Tapejara/RS

| Praia Brava - Itajaí/SC

| Jardim Paulista - São Paulo/SP

 

Contato:  Revista Perfil     contato@perfilrevista.com.br